Carne fresca

A importância da carne fresca

Para que a saúde dos cães e dos gatos se beneficie profundamente das proteínas que a carne proporciona à dieta, é fundamental que se trate de carne fresca, já que esta contém:

PROTEÍNAS DE MAIOR QUALIDADE NUTRICIONAL 

São proteínas de alto valor biológico, já que contêm todos os aminoácidos essenciais, imprescindíveis para o correto desenvolvimento e funcionamento dos organimos de cães e gatos.

PROTEÍNAS MAIS DIGERÍVEIS

Depois das do ovo, são as proteínas mais digeríveis para cães e gatos. O organismo aproveita uma maior percentagem de nutrientes, produz menos desperdício e o volume de fezes é, portanto, reduzido.

PROTEÍNAS MAIS APETECÍVEIS

As carnes de aves são as mais apetecíveis, constituindo a dieta alimentar que oferece ao animal o sabor que naturalmente prefere.

 

A ORIGEM DAS PROTEÍNAS: CARNE FRESCA: A escolha da OWNAT

Utilizamos carne fresca de aves (frango e peru), já que são as de maior valor biológico; contêm todos os aminoácidos essenciais e são as de maior digestibilidade.

Usamos peças inteiras, com todo o seu conteúdo de músculo, ossos, cartilagem e pele, já que fornecem as vitaminas e os minerais necessários para o animal. Sem penas, patas ou bicos.

Usamos também peixe fresco e carne fresca de porco e cordeiro em algumas variedades para cobrir necessidades funcionais específicas.

Os cães e os gatos precisam de uma dieta rica em proteínas para o correto desenvolvimento e manutenção da musculatura, do sistema ósseo, da pele e do pelo.
As suas características anatómicas e fisiológicas são claramente adequadas ao consumo de dietas altas em proteínas, à base de carne:
Maxilar e dentes curtos e pontiagudos, preparados para agarrar e separar a carne dos ossos.
Um sistema digestivo muito mais curto, concebido para se adaptar a uma rápida digestão de carne e gordura cruas. Com enzimas e sucos gástricos adequados para a digestão de carne.
De forma simplificada, podemos dizer que um cão adulto de tamanho médio em regime de manutenção precisa de pelo menos 3 g de proteína por quilo de peso vivo, sendo este valor de 5 g nos gatos. Os cães e gatos saudáveis podem tolerar quantidades muito elevadas de proteína na dieta sem prejudicar o seu organismo.

A QUALIDADE DA PROTEÍNA: O VALOR BIOLÓGICO

A qualidade das proteínas mede-se pelo seu valor biológico.
O valor biológico de uma proteína faz referência ao número e ao tipo de aminoácidos essenciais que contém e também à sua digestibilidade e capacidade de metabolização.
Os aminoácidos essenciais não podem ser produzidos pelo organismo. Portanto, devem ser obtidos através da alimentação. Quantos mais aminoácidos essenciais contém uma proteína, maior é a sua qualidade. Por outro lado, quanto maior for a digestibilidade, o organismo aproveita uma maior percentagem de nutrientes e produz menos desperdícios.

< Ingredientes naturais
Slow cooking >